quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Moeda Brasileira




O Cruzeiro foi criado dia 5 de Outubro de 1942, mas só passou a valer como unidade monetária a partir da meia-noite do dia 31 de Outubro de 1942. Ele substituiu o padrão Mil-Réis, que causava problemas por ter divisão milesimal. Outro objetivo dessa mudança foi unificar o meio circulante, já que na época existiam 56 tipos diferentes de cédulas, sendo 35 do tesouro nacional, 14 do Banco do Brasil e 7 da extinta Caixa de Estabilização. Foram usadas aproximadamente 8 notas do padrão Mil-Réis, carimbadas para o novo valor.
1$000 = Cr$ 1,00





Cruzeiro Novo foi implantado no dia 13 de fevereiro de 1967. O Cruzeiro, padrão monetário desde 1942, perdia três zeros e se transformava em Cruzeiro Novo. O Cruzeiro Novo foi o único padrão monetário que não teve cédulas próprias.
Banco Central reaproveitou cédulas do Cruzeiro, carimbando-as para o Cruzeiro Novo. O carimbo utilizado era formado por 2 círculos concêntricos, com o valor expresso no centro e as palavras BANCO CENTRAL e CENTAVOS ou CRUZEIROS NOVOS no espaço entre os círculos.
Cr$ 1.000 = NCr$ 1,00



O Cruzeiro substituiu o Cruzeiro Novo em 15 de Maio de 1970, sendo que um Cruzeiro valia um Cruzeiro Novo. Durou até 27 de fevereiro de 1986.
NCr$ 1,00 = Cr$ 1,00






O Cruzado é proveniente do Plano Cruzado, implantado pelo governo Sarney. O Plano tinha como objetivo combater a inflação e aumentar o poder aquisitivo da população. A partir do dia 28 de Fevereiro de 1986, mil cruzeiros passaram a valer um cruzado.
Para implantar o Cruzado o governo aproveitou as cédulas de 10 mil, 50 mil e 100 mil cruzeiros, carimbando-as para o novo padrão. O Carimbo era circular com as palavras "Banco Central do Brasil" e "Cruzado", com o valor no centro.
Cr$ 1.000 = Cz$ 1,00





Cruzado Novo entrou em circulação no dia 15 de janeiro de 1989, na segunda reforma monetária do presidente José Sarney. A nova moeda substituía o Cruzado, sendo que um Cruzado Novo valia 1000 Cruzados.
Foram aproveitadas as cédulas de mil, 5 mil e 10 mil Cruzados, que receberam um carimbo para o novo padrão monetário. O carimbo adotado era um triangulo com as palavras "cruzado novo" em duas linhas próximas à base do triângulo.
Cz$ 1.000,00 = NCz$ 1,00




O Cruzeiro foi reintroduzido como padrão monetário em substituição ao "Cruzado Novo", como parte do "Plano Collor", sem ocorrer a perda de três zeros. NCz$ 1,00 = Cr$ 1,00





O Cruzeiro Real foi implantado no 1o de Agosto de 1993, substituindo o Cruzeiro, por excesso de zeros. Foram aproveitadas as notas de 50 mil, 100 mil e 500 mil Cruzeiros, devidamente carimbadas para o novo padrão.
Cr$ 1.000,00 = CR$ 1,00




O Real foi lançado em 01/07/1994 pelo Plano Real no governo Itamar Franco, com o objetivo de criar uma moeda forte e acabar com a inflação. Primeiramente foi estabelecido um índice paralelo para efeito de transição, a Unidade Real de Valor (URV). A Conversão de Cruzeiros Reais para Reais foi feita mediante a divisão do valor em Cruzeiros Reais pelo valor da URV de CR$2.750,00.
CR$ 2.750,00 = R$ 1,00




RESUMO
1993/1994 – CRUZEIROS REAIS
R$ 1,00 = CR$ 2.750,00
1990/1993 – CRUZEIROS
R$ 1,00 = Cr$ 2.750.000,00
1989/1990 – CRUZADOS NOVO
R$ 1,00 = NCz$ 2.750.000,00
1986/1989 – CRUZADOS
R$ 1,00 = Cz$ 2.750.000.000,00
1970/1986 – CRUZEIROS
R$ 1,00 = Cr$ 2.750.000.000.000,00
1967/1970 – CRUZEIROS NOVO
R$ 1,00 = NCr$ 2.750.000.000.000,00
1942/1967 – CRUZEIROS
R$ 1,00 = Cr$ 2.750.000.000.000.000,00
****/1942 – MIL-REIS
R$ 1,00 = 2.750.000.000.000.000$000

PERGUNTE AO SEUS PAIS OU AO SEUS AVOS O QUE PODIA SER FEITO COM 2.750.000.000.000.000$000 PARA COMPARAR EM 1940 - 1$000 = US$ 0,06 PORTANTO R$ 1,00 = US$ 165.000.000.000.000,00

4 comentários:

leonardowagner disse...

Muito legal esse negócio das moedas. Parbéns.

thiago disse...

kd as nova valeu

Anônimo disse...

Gostei muito das explicações...

VALEU!

Nato Soares disse...

Obrigado pela explicação!!!

Valeu.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...